Vocábulos - Alma do Poeta: Sol, lua e tempo

20 de out de 2011

Sol, lua e tempo


Do
sol
faço a projeção
dos meus milênios
(abrindo os ouvidos
para a música de Miles Davis)

Da
lua
faço a propagação
da minha eternidade
(embalado pela música de Tomita)

Da
leitura
exercício pra o intelecto
feito as aventuras de DomQuixote

Do
sono
uma pequena pausa
(para renovar os neurônios)

Do
despertar
leitura semi-ótica e reflexões
para encarar o dia

Do
passado
faço meu esquecimento
(quando a memória permite)

Do
presente
providencio emoções
para driblar o tempo
(assassinado pelas poluições sonoras)

Do
futuro
pelo menos Deus conhece
mas, quem sabe de mim é a poesia
      essa menina
       eternamente desvirginada
       pelas canetas dos poetas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua presença aqui no meu espaço de poesia e alegria.