Vocábulos - Alma do Poeta: O silêncio me atrapalhou

20 de out de 2011

O silêncio me atrapalhou


Bom!
não estou aqui
neste pequeno texto
desdirecionando opiniões
nem tampouco manipulando consciência
muito menos querendo induzir
quem quer que seja.

Porém, num outro dia
um texto meu postado aqui
enfocava porque sempre e sempre
precisamos de liderança?
e isto não foi fruto de minha imaginação
fora, de fato, fruto de muita pesquisa
e muitas leitura na história da humanidade
a começar por Cristo, sorte nossa
por ele ser um líder que só impetrou amor em nós
agora imagine um Hitler, um Jim Jones,
Um George Bush, Stalyn, Lenin etc et c etx
tudo isto para enfocar que
a pouca ausência de Renato Baptista e Beatriz
pude perceber ontem, que provocou uma frieza
de reter pensamentos, a salvação no sentido simples
e não exagerado foi de Nina e veja que praticamente
foi a primeira a manifestar esta saudade
e eu, que escrevi um texto, que quase deleto,
por falta de entusiasmo
mas, quando lembrei que somos um grupo
uma família, aí me contentei, e pensei
sejamos fortes o suficiente ao ponto de incorporarmos
os espíritos coletivos destes dois que nos representam
muito e dignificativamente bem,
senão quando eles precisarem de nós
quem seremos.

Entretanto me redimo no sentido de perceber
que eles (Bea e Renato) podem não ser insubstituíveis
mas, carismaticamente jamais seremos iguais a eles

Beijos a todos. Mário Bróis

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua presença aqui no meu espaço de poesia e alegria.