Vocábulos - Alma do Poeta: Liberdade em nome da liberdade

3 de mai de 2012

Liberdade em nome da liberdade

A
beleza
já não nasci pronta,
assim como as borboletas
para existirem,
têm que passar pelas torturas
do casulo,
assim somos nós
diante desse mundo cão
que se estabeleceu
nas selvas de pedras
e o inferno transportou-se para cá
é Crack, é cocaína, é maconha
é lsd, é heroina
é assalto, é matança,
não vou mais adiante
porque poesia, não nasceu para tristeza
e sim para dissipala-las e nos inocular
ânimo e alegria.

Mas
o homem
continua não combatendo
estas pragas, que assolam a humanidade
e nos tornamos hipócritas diante de Deus 
porque esquecemos de seus ensinamentos
e nos depravamos perante os desejos carnais
concupiscência e verbos se misturam nos jornais

E
eu
busco
nos vocábulos,
a poesia feito oração
para ver se aquebranto coração
coração de pedra, falo da pedra mesmo
desta desgraçada feroz e mortal brita
como chamam vulgarmente os noiados;
que expressão ridícula, foi a partir desta mensão
que busquei a luz do espírito Santo de Deus
para purificar meu coração, é meu nêgo num é mole não
para a medicina, não existe tratamento para dependência
passei por psicólogo, psiquiatra e psicanalista
e nada, todos diziam, aí não tem tratamento só se for cura
aí sim meu nêgo, vc que agora tá lendo este testemunho
se envergonhe perante Deus, se humilhe,
dobra teus joelhos, boca a boca no barro
e ore e louve e clame, se vigie e ore e ore  e ore
não tô aqui falando de religião, tô falando do Deus
que habita dentro de nós, é só vc se dedicar e constituir
uma fé inabálavel.

Para
aqueles
 que neste instante
estão sob a prisão,
sob a submissão, das desgraçadas das drogas
erga a cabeça, olhe para o alto, meu irmão
é de lá que vem a cura, é de lá que vem nosso socorro
entregue seu coração a Deus, ele removerá o teu desejo
do vício que tem te aprisionado, que tem ceifado vidas
que tem esfacelado famílias e mais famílias e mais famílias
que a graça do Senhor possa tocar neste instante
aqueles que clamam por Ele.

.......................................................................................
enlace: este é uma partícula de testemunho
de quem conheceu o inferno, habitat dos anjos decaídos
espíritos sem luz, potestades e principado das trevas.
Mas travei uma guerra comigo mesmo,
e do fundo ou seja fui além do fundo do poço;
meu nêgo, eu encarei estes desgraçados que nos ilude,
nos engana e depois nos despreza, tornando-nos rabugento.
Resolvi dar este testemunho depois que vi
todas a série de domingo espetacular
onde mostraram a vida de glória de Renato Rocha
quando membro integrante do Legião Urbano e a sua total decadência por causa das malditas drogas.

6 comentários:

  1. Grande poesia Mário Bróis! Pena que é uma triste realidade... essa vida é um grande teste e temos q estar buscando sempre intimidade com o Eterno Criador... Como está escrito: "E buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes com todo o vosso coração." Jeremias 29:13
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  2. - Caro Júnior, há uma poeta fantástica chamada Amartvida, uma serva de Deus em poetencial, mora em Portugal, mas é brasileira, e sua missaõ é evangelizar, e ao ser contemplado com esse blog pelos administradores da casa da poesia, à qual fazemos parte, o espírito Santo de Deus, tocou-a lá na Europa, e ela carinhosamente me chama de Jeremias, coincidência vc citar Jeremias, é não irmão é o mover mesmo do Espírito, agora sabe porque ela me chama de Jeremias, porque demonstrei que minhas emoções são acompanhadas constantemente de choro, é uma coisa tão forte que não sei explicar, e quem conhece a bíblia sabe que Jeremias era um chorão de carteirinha. Grato pelo seu comentário.

    ResponderExcluir
  3. Mario meu amigo, quando digo que seus poemas/textos vem lá do fundo do coração não estou falando de forma erronea. Sinto sua alma neste texto clamando a todos por liberdade, equilíbrio para sanar este mau que assola os homens cada vez mais.
    Vc que conheceu de perto e não se acorvardou saindo com Fé fora deste tributo,
    recomendo e vou indicar este seu precioso texto para ser lido por todos.
    Um forte abraço,
    Beki

    ResponderExcluir
  4. - Bekin, sua sensibilidade de poetisa vai além da sensibilidade humana, compreendeste muito bem o meu próposito deste testemunho, quero que com minha amarga experiência poder ajudar a quem quise sair desta, o blog está aberto a vc e seus seguidores e qualquer um que queira colaborar com testemunho ou não. O importante para mim neste momento é colaborar e ser colaborabo; faça o que quiser , porque tenho certeza que sua intensão é boa. Grato querida amiga, tô me inspirando par participar da ciranda do amor rsrsrs algo mais que supimpa. Abraços poéticos neste teu coração coletivo.

    ResponderExcluir
  5. De uma grandiosa alma, surge um foret poema. Parabéns!

    ResponderExcluir
  6. - quando entrei para o mundo da poesia, através dos sites, tive a honra e o prazer de conhecer a maior poetisa da literatura brasileira aos meu olhos, Luciene faz dos vocábulos algo portentoso, suntuosamente, domina com mestria seja prosa ou seja poeisa, sonetos ela tem intimidade, domina-os com sapiência de uma embaixatriz dos vocábulos. Sua amizade para comigo é leal e guardo-a no meu coração. Grto amiga poeta, pelo seu comentário.

    ResponderExcluir

Obrigado por sua presença aqui no meu espaço de poesia e alegria.