Vocábulos - Alma do Poeta: 07/01/2012 - 08/01/2012

11 de jul de 2012

Rosa e sombrinha


Era
inverno,
e eu
louca de saudade
do meu amor,
resolvi encarar
as torrentes águas;
que desciam do céu
feito enxurrada.

É
inverno,
e eu
louca por meu amor,
resolvo levar
flores vermelhas, 
a cor do amor;
mas ao que vejo
em meio ao acaminho
da floricultura,
as flores se apresentam
para mim
como algo surpreeendente
e mesmo com dificuldade
removo o buquê
e levo para meu amor.

...quando acordei deste sonho
havia uma carta para mim
- ocorreio deixou Madame,
para a Senhora,
tá com uma meia hora.

Ao abrir a missiva,
era seu amor Felipe
vem atravessando o atlântico
- daqui há dois dias estarei
chegando, aguarde;
 beijos.

2 de jul de 2012

Felicidade.



Não
conheço
os limites do infinito
mas conheço
na palma da mão
os segredo
de uma união

Fogo
jamais irá
se unir com água
mas paixão
combina com amor

Oxigênio
alimenta fogo
e os ventos
alastra-o
assim é o amor,
 puro,em sua
 essência

Isso mesmo
falo do amor
que provoca  logo
no olhar uma ereção
uma mão na outgra mão
abraços de dois corpo
em um.