Vocábulos - Alma do Poeta: Da série poemas misssivos (IV carta)

20 de out de 2011

Da série poemas misssivos (IV carta)






Para Marina - uma filha

(Mar)ina
mar
M(ar)ina 
ar
(M)a r(ina)
mina
meu mar, meu ar, minha mina

Marina linda
eterna fonte d'água a minar
de ti quero incorporar
tua simplicidade aliada a tua beleza
teus gestos meticulosos sem malícia
teus cabelos crespos para trançá-los
teu perfume para ser um conquistador

Marina linda
tulipa das minhas liliáceas
tom exótico de minhas orquídeas
árvore frondosa da minha floresta
eterna fonte d'água a minar

Ó doce arrebatadora
dos  meus sentimentos
doce delírio dos meus delírios
encanto maior dos meus encantos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua presença aqui no meu espaço de poesia e alegria.