Vocábulos - Alma do Poeta: Susto refeito

20 de out de 2011

Susto refeito


 "O amor é como um raio
         galompando em desafios
            quem tentar seguir seus passos
                 se perderá no caminho, na pureza
                    de um limão ou na solidão do espinho"
                                          (Djavan)
*  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *

De: Maŕio Bróis
Para: Madona do Cedro

Vai
Madona
vem!

Deixarei
que entres
no meu infinito
aí verás
se tenho limite

Vai
Madona
vem!

se tua vontade
é tão intensa
feita uma ninfeta
em pleno cio
vem
que nos saciamos

Vai
Madona
vem!

tuas mãos
em minhas mãos
teu olhar no meu olhar
nossas entranhas a latejar

Vem
Madona?

E se um avião
é pouco pra nossa multidão
vem na asa
do teu anjo da guarda

Vem
Madona?

Farei do efêmero
algo mais que a eternidade
e se der tempo
te levo pra maternidade

"Voa ó minha liberdade
entra se eu servir
como morada"  (Jessé)

Aí sim terás paz
em vez de sossego
depois de copulado
nosso prazer e desejo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua presença aqui no meu espaço de poesia e alegria.