Vocábulos - Alma do Poeta: Recital em versos.

20 de out de 2011

Recital em versos.




Em
versos
dilacero-me
desnudo-me
para uma platéia
num sublime recital

E
no tal
entusiasmo-me
imunisome
das idolarias aleatórias.
Da poesia
não invento estórias
e sim
emoções

Em
recital
de versos
deliro-me e banho-me
em águas
onde os espelhos são indivisíveis
onde o mover facial
gesticula
infinitamente
adentrando sonoridade
nas ondas das mentes

Meu
recital será sementes

Assim sendo
meu verbo versejado
terá um futuro
pela frente

Um
recital tremendo.

BRÓIS>>>>

3 comentários:

  1. em belos e inspirados versos sua escrita enaltece a alma dos seus amigos poetas...
    grata pela partilha amigo poeta
    abraço de muita paz
    Nina

    ResponderExcluir
  2. ... e assim se faz poesia, com o coração numa mão e o lápis na outra.
    Belo poema amigo.

    Abraço*

    ResponderExcluir
  3. Esse poema tá grandioso, Mário!
    Emoção total nos versos que envolvem
    com beleza e inspiração. Parabéns amigo!

    Abraço \Õ/
    Bruno

    ResponderExcluir

Obrigado por sua presença aqui no meu espaço de poesia e alegria.