Vocábulos - Alma do Poeta: Interrogações feito equações

20 de out de 2011

Interrogações feito equações


'''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''
             "Preciso de posturas urgentes
                    das que acolhem sentimentos
                        neste universo parecendo quintal
                                   tão estrategicamente cercado"

-Beatriz Prestes, para quem rendo homenagem, simbólica.
'''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''p>

Na
amplitude
indimencionável
do cosmo
as estrelas
são incontáveis

No infinito
universo
onde
as constelações
se aglutinam e
são incontáveis
as falanges de anjos

O que e quem somos?

Diante desta grandeza
interestelar
cósmica
intergaláctica

- heim! Beatriz Prestes?
o que somos?
se não souber
questiona o Renato,
o estadista da casa

- Será que somos
pequenas partículas perecíveis
eternos mortais?
indigentes do nosso próprio destino?

- O que salva-se em nós, D'Vilarinho?
(poetisa linda em todos os sentidos)
Se o sobrenatural
é quem tem poder

Qual o limite
da nossa ambição?
- O materialismo
(onde o inimigo reina)

- Há aqueles
que fazem
do dinheiro
uma forma de poder
perde o senso
de humildade
exercita a arrogância

Para o sobrenatural
são uns pobres coitados
o dinheiro é oriundo
de uma força maligna
destrutivamente ferrenha

Sabe, o que é bom?
as forças do sobrenatural
dotadas de poderes espirituais
Abstratos, porém poderosos

- Viva os eremitas
- viva os monges
- viva os transcendentais
  como Roberto Miranda - o poeta da paz

Eram os deuses astronautas?
eram, porém o nosso Deus
é soberano, e nunca me engano

Qual a vertente da nossa ignorância?
- Um revólver na cintura
e a pujança dos projéteis
(balas a ermo).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua presença aqui no meu espaço de poesia e alegria.