Vocábulos - Alma do Poeta: Brincando com os poetas amigos (part III) -

20 de out de 2011

Brincando com os poetas amigos (part III) -






Dos versos
de Manoel de Almeida
aprendi a ler e declamar
por entre alameda
e no percurso onde
pranchas em forma de poemas
se estabelecem por entre árvores
sou fruto da imaginação
das poesias de Amarilis Pazzini
vejo versos de uma nova geração

Comprometido com os vocábulos
estou eu, a apreciar os alpes
poemas com mestria e simetria
feito os versos de Alício Alves
tão nu e tão real
quanto seu violão, da foto no chão

E eu envaidecidamente
embevecido de rimas, e rima e rimas
fico mais feliz ainda
quando leio Zezinha Lins
e seus poema é como música de Ivan Lins
uma soberania a cada verso

Feito poeta estou eu
instalado e restaurado
entre vocês irmão, cúmplices, amigos
e dos escritos de Taís Mariano
meu Deus que poetisa!!!
são versos que nunca me engano
e lei-a e leio-a e leio-a, numa linha
me equilibrando por entre o meridiano
atingindo os dois hemisférios da terra

E de lá do alto
majestosamente o reino dos poetas
gritarei para a Dama dos vocábulos
em alto e bom som
que dos poemas que me emprestes
estejas presente Beatriz Prestes
onde cada nota musical de suas poesias
tudo, tudo mesmo, é motivo de alegrias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua presença aqui no meu espaço de poesia e alegria.