Vocábulos - Alma do Poeta: ...entre estar à toa e atento

20 de out de 2011

...entre estar à toa e atento


>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

  "Leia-me no que não escrevo
      sou mais do que minhas mão rabiscam
         mas não me diga não quero saber
             leia somente e guarde para si"

- Regina Raggazi - um apequena homenagem
                            pela beleza de seus versos.

<>>>>>>>>>>>>>>>>>>


Quero
a
extinção das horas
pra não ver
o tempo passar
...à toa é que quero ficar

Quero
a aba do vento
para o tempo todo
circular
aliviando o calor
da humanidade
e dominar o mar

Sentado
a beira dum rio
estou eu
a contemplar
a mim mesmo
(feito auto-idólatra)
e
ao levantar os olhos
vejo
o quanto a natureza
é essencialmente bela
e
dentro de sua beleza
estamos nós a querer
destruí-la, feito predadores

Comigo
nesta contemplação
está minha suposta parceria
a Solidão em sua amplidão erma

Quero um espelho
para retratar minha vaidade
nem quero saber
minha idade
nem da sua
nem da ninguém
...a cada um
lhe pertence
seu tempo

Quero
a chuva
desaguando nas plantações
desertificações e ramificações
assim a seca não tem vez

Quero
ser assassino
por um segundo
mataria a tristeza e a solidão
e retornaria pro meu posto de vivant

Quero,
a paz e a justiça
para estabelecerr
uma nova ordem mundial

...Desbravadores do bem, difundidores da poesia, como elemento de protesto e de alegria; uni-vos uns aos outros, a encabeçar essa nova ordem.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua presença aqui no meu espaço de poesia e alegria.