Vocábulos - Alma do Poeta: Primavera a verão (Luciene Prado e Mário Bróis)

20 de out de 2011

Primavera a verão (Luciene Prado e Mário Bróis)

"O presente é um fruto
no qual vida e morte se fundem"
Octavio Paz
Quando a primavera
voltar em mim
sorrirei entre flores
por enquanto
resigno-me em silêncio
a isolar-me sem cores
Por enquanto
é verão em nós
e ninguém consegue sorrir
pelo excesso de calor
procuramos sombras
onde não há dor
Porém, quando
o inverno chegar
quero estar com os ursos
para hibernar
ficar na toca um tempo
sufuciente para me libertar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua presença aqui no meu espaço de poesia e alegria.