Vocábulos - Alma do Poeta: Por entre lacunas

20 de out de 2011

Por entre lacunas

Entre
o sol e a lua
o mar e a terra
o céu e o inferno
a luz e a treva
o ouro e o barro

estamos nós
eu e o meu amor platônico
a viscerar nossos desejos
concupiscente

Entre
o anjo e o dêmo
o bem e o mal
o sonho e o real
a noite e o dia
o ímpio e o ordeiro

estamos nós
eu e o meu amor platônico
a dilacerar
nossas malícias
cafajestosamente carnais

Entre
a pátria e o exílio
o leite e o veneno
o poder e a corrupção
a agulha e alinha
o papa e o satâ

Estamos nós
eu e o meu amor platôpnico
fazendo das nossas intenções
(extremamente compulsiva)
um escárnio a libido.

Um comentário:

  1. Nunca mais postei poesias nem comentários, mas abri uma exceção para você. Cada poema mais lindo que o outro. Parabéns.

    Abraços.

    ResponderExcluir

Obrigado por sua presença aqui no meu espaço de poesia e alegria.