Vocábulos - Alma do Poeta: Oceano e marola

20 de out de 2011

Oceano e marola


- Dedico este poema ao amigo poeta, José Alberto,
  acima de tudo pelo esmero com que trata os vocábulos,
  constituindo brilhantes poesias.
..........................................................................................................

Na
esquina
do continente
um contingente

Por mar  - marinheiros
por ar     - aviadores e PQD's
por terra - eu e meu exército
(guerreiros das artes
coreógrafos de vocábulos
nômades impecáveis
a propagar poemas e sonetos)

Nos movimentos das marés
- A jusante: somos resíduos de hidróxido de sódio
- A montante: somos água em abundância

Nos movimentos dos mares
- Na subida da onda: sou marola
- Na dissipação da mesma: sou os cristais em gotículas d'água
abrilhantadamente se esvoaçando pelo ar

Do continente 
não vejo a esquina
mas os ventos nos socorre
até enquanto não chega a hora
do juízo (final).                                        


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua presença aqui no meu espaço de poesia e alegria.