Vocábulos - Alma do Poeta: Inextricável

20 de out de 2011

Inextricável


"faça
   da semente
      de uma mostarda
        a grandesa de sua fé"
.....................................................................................
O
abstrato
me acalma
o
absoluto
me consome
e nada há de matar essa fome
do que venha a ser inextricável

E
nessa visão
(vertiginosa lombra inebriante)
onde o eterno irrompeu o efêmero
não havia a matéria
não havia o desgaste
e tudo que aprendi na vida
nesta gande universidade
agora sim teve um fundamento

O
estático
me destrói
o
mutrante
me fascina
o ômega é um precipício estancante
o princípio
meu interesse ao impropício

Prefiro um manitó
que um deus sem cabeça
um espírito na selva
que um carnal na selva de pedra

Hora
posso aparecer,
 feito sol
hora outra posso não aparecer
(dias nublados)
em horas outras
sou o vento
a tocar em tudo e em todos
emperceptivelmente.

- Autores: Luiz Mário (pai) e Leonardo (filho)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua presença aqui no meu espaço de poesia e alegria.