Vocábulos - Alma do Poeta: 60Amor e fenômeno sobrenatural (pat II)

20 de out de 2011

60Amor e fenômeno sobrenatural (pat II)

"longe de ti
                   são ermos os caminhos
                     longe de ti
                      não há luar nem rosas
                       longe de ti
                        as noites são silenciosas -(Cec Meireles)


Tal qual vazio
sou eu neste instante
distante da tua presença

O tempo
parece uma sentença
a me torturar

perdido um pouco
estou, em divagações
que me ferem e atormentam

olho pros meus braços
não vejo teu enlace

me olho no espelho
e ele reflete-me pela metade

Mas, quando lembro
que afastas-te de mim
por uma causa nobre,
meu amor secreto;
meu coração se revigora
as veias pulsam sangue
com mais intensidade
meu Karma
entra em equilíbrio interior

Daqui do Brasil
eu fico pensando
cada japonês que tu salva
com tua nobre voluntariedade
Deus no céu reserva teu galardão

Versos pra finalizar:     "minha alma
                                             junto a tua
                                               se perpetuarão (no universo)
                                                  eu poeta e tu, salva-vidas".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua presença aqui no meu espaço de poesia e alegria.