Vocábulos - Alma do Poeta: Saudade humana

20 de out de 2011

Saudade humana


 "Sabe o que é não ter
                        e ter que ter pra dar" (Djavan)

- Olha gente, ontem eu senti uma saudade danada do meu amor secreto, que doravante chamarei-a de Odisséia.

Versos para Odisséia:

Ontem
ao acordar
com o canto dos bem-te-vis
a minha janela
senti uma imensa saudade
de olhar nos teus olhos
e dizer do prazer da nossa paixão

Ontem
ao entardecer
não resisti ao por-do-sol
e ao aproximar-me do oceano
e observar
o encontro de céu e mar
senti a ausência
de ter com quem conversar

Ainda ontem
ao anoitecer
fui tomado por uma emoção
anteriormente nunca sentida:
"Ao olhar para as estrêlas
senti sua presença no cosmo
pois é assim que te vejo, minha odisséia;
não como uma estrela mas sim
como uma constelação
a me iluminar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua presença aqui no meu espaço de poesia e alegria.