Vocábulos - Alma do Poeta: Nas caladas da noite.

20 de out de 2011

Nas caladas da noite.



Dedicada a Verônica de Nazareth, acima de tudo pelo seu vocabulário riquíssimo.


Entre
a solidão e o álcool
existe a embriagues

Entre
o poeta e a inspiração
existe a poesia

Entre
o bem e o mal
Deus

Entre
a guerra e a morte
inocentes

Ente
a ignorância e a alienação
a inteligência

Entre
o céu e a terra
o firmamento

Entre
a vida e a morte
existe o tempo'

e nele;  todas as dinastias
           todas as monarquias
           todas as democracias
           todas as ditaduras
e, em todo e qualquer regime
as nações submissas:  a caprichos
                               a zelos e
                                a desmantêlos
- Já pensaram
se um dia
ao invés de obedecermos
a constituição dos legistas
obedecermos a bíblia
(a constituição de Deus)
- maravilha será.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua presença aqui no meu espaço de poesia e alegria.