Vocábulos - Alma do Poeta: SAMURAI (Homem das armas)

20 de out de 2011

SAMURAI (Homem das armas)

Pensei;"o tempo venceu a flor, esta flor
              mas não a primavera
              O tempo venceu o poeta (a carne),
              mas não a sua obra"
              João Alberto Lopes


Queira-me
de ímpeto
no ápice das minhas vaidades
incorporar-me  um samurai

Revestido
com o Bushidô
(código de honra)
e a couraça
da dignidade
banirei o receio
da morte ou da vida

Para um samura
a vida tem limites
mas, a honra e o nome
hão de se eternizar
senão não será poupado
pelo seppuku (suícidio)

Oh!!! queira ABRAXAS
incorporar esse guerreiro de armas
para que minha agilidade
esteja centralizadfa no Zen
e assim eu possa ouvir
o som do silêncio
e instaurar-se o estoico
(equílibrio dos pensamentos)

E no fim
da minha servidão aristocrata
possa eu sentar sentar
trnquilo e de cabeça erguida;
repousar à sombra
duma sakura (cerejeira)
e ao despertar do repouso
esteja ornamentado
pelo hanami (flores da cerejeira).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua presença aqui no meu espaço de poesia e alegria.