Vocábulos - Alma do Poeta: Poetas e irmandade (Mário Bróis)

20 de out de 2011

Poetas e irmandade (Mário Bróis)

Há seres
que nascem
com instinto abominável
são transgressores em potencial
provocam incestos
violências mís
e demasiadas estripulias

Há seres
que nascem
com índole pacifista
transformam as guerras em paz
são cpazes de se doarem
para salvar um semelhante
eles merecem ser chamados
de "anjos alados"

Há seres
que nascem
- olha, não tenho nem palavras
para enaltecê-los,
de tão especial que são
(de uma coisa tenho certeza)
são seres supimpas, agora
será que posso citar nomes?

Espero que eles não se chateiem comigo
o contingente de poetas é grande
não vou poder citar todos
porém cada um qu'eu citar
vale por um batalhão de outros
lá vai: Beatriz Prestes (coração de mãe)
Luciene Prado (dama dos vocábulos)
Márcia Vilarinho (nobre mãe poetisa)
Ingrid Caldas, Simone, Arnoldo Guimarães
Renato Baptista, Manuela Vieira etc etc etc

Entre estes e outros não citados
me sinto fortalecido na irmandade
e minha alegria se torna transparente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua presença aqui no meu espaço de poesia e alegria.