Vocábulos - Alma do Poeta: Meu universo em pauta.

20 de out de 2011

Meu universo em pauta.

- minha maior alegria
nestes segundos antecedentes
foi ser chamado de "GENTLEMAN"
por Marilândia Rollo, uma
poetisa em constante sintonia.
           Bróis.
.................................................

Encontrava-se eu
no centro do universo

Muita coisa acontecendo
movimento underground
thecnopop, heavmetal
na literatura, Ferreira Gullar
escrevia cordel para operários
quiça também para acadêmicos
novidade musical, a irreverência
dos Mutante com Rita Lee
paralelo: movimento tropicalista
e os artistas se aglutinando em greve;
em movimentos de contestação
contra as ações impostas
pelos governantes militares

Na ciência o contemporâneo
Cal Seagan, nas universidades
a teoria de Kal Max e Engels
enfeitiçando os vestibulados
paralelo a física quantica e fibras óticas
na China metrô sob fio condutor

Porém, no meio dessa fusarca toda
eu estava inerte, em meu vício
não dava trela as coisas emergentes
como o novo modelo pedagógico
baseado nas teorias de Vigotski.
Cego pelas lombras semi-eternas
de Bob Marley, meu negócio era dançar reggae
queimando tantos neurônios
cheguei ao fundo do poço
ao ponto de me sentir sozinho
no meio de uma multidão
tanta gente: nas ruas
                  nos rádios
                  na tv
e eu cego, sem querer ver.
No meu sos, ninguém a me dar
a mão ou o pé, nem atenção
todos me deram as costas

Quando acordei deste sonho/pesadelo
percebi que tava todo ensapado
havia uma goterira enorme
em cima da minha rede
e a chuva era torrencial.

- Dedicado a memória de meu pai, um camelô
analfabeto mas vendeu tapete para a aristocracia.
Exibições: 1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua presença aqui no meu espaço de poesia e alegria.