Vocábulos - Alma do Poeta: Frio e caverna

20 de out de 2011

Frio e caverna


"A vida é feita de escolhas
      quando se   dá um passo
         para a frente, alguma coisa
            ficou para tráz"    (Marina Bezerra)

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

E
eu
acuado
numa lareira
(por causa do frio)
me sinto um ancestral
dentro de uma caverna

Distante
do contato humano
sinto falta de poesia
e dos iluminados poetas
substâncias essenciais
para meu vivier

A caverna
é o ilimite do repuso
ela representa prisão
subterfúgio, para oprimidos

Luz
na caverna
só de fogo de estercos
e quando o fogo acabar
o inverno irá passar

Descavernado
rasgo minhas vestes
para o verão, porém
é na primavera que me encontro
pela mudança das folhas
como sinônimo de renovação

A privmavera representa
o sorriso da natureza

Já viu o vermelho
dos flamboiantes, nas ruas
um verdadeiro tapete
pedindo passagem
 para dizer:
"Tudo muda  e com toda razão" (Belchior)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua presença aqui no meu espaço de poesia e alegria.