Vocábulos - Alma do Poeta: Atrocidades contemporâneas

20 de out de 2011

Atrocidades contemporâneas


"Ei...psiu!
       Essa poesia é um alerta
          clamando reflexão/todos os dias
              na soma que se presume como corrente
                 de elos" (Márcia Vilarinho)

"  "  "  "  "  "  "  "  "  "  "  "  "  "  "  "  "  "  "  "  "  "  "  "  "  "  "  " 

Na
sombra
do arvoredo
fugindo do calor
onde o raciocínio
foge da concentração

Começo a pensar
na nossa nação
perdida em escárnio

Desencontrada de Deus
os pecados perdem o controle
               Orgia
               Corrupção
               Suborno
               Covardia
               Latrocínio...
Estas coisas
começa a incomodar
a órbita celestial

- Muita fumaça:  maconha
                            crack
                            mesclado
                            bebinho
                            cocaina
                            êxtase...
Elementos
que o Supremo abomina

Nada sisso
tem parceria com o bem
na aba do mal
tudo é trevas
e sangue a derramar
sangue intoxicado

Vejamos
Sodoma e Gomorra
quando chegou a este estágio
O Senhor resolveu dizimar os povos
mas, havia lá um por nome de Ló
fiel e ordeiro aos desejos do Rabi
e Ló fez a nossa decendência

Depois o pecado imperou
novamente, veio o Dilúvio
Zombaram de Noé
pela sua fidelidade a Deus
e o Tempo guardou segredos
para a arca de Noé, e todos
que o zombaram, submergiram
nas águas torrente do dilèvio

Noé mais uma vez
fez nossa decendência

E agora
irmão, oh meu Deus
quanto latrocínio
em tempos contemporâneos
quem irá nos fazer
descendência novamente
com os incestos rolando
pedofilia nas igrejas
homossexualidade dentro do clero
mas, eis,  que o Senhor tem um puro
há nos defender perante a glória
chama-se TUPIRANY  pastor
do ministério Geração Jesus Cristo
os mártires de Cristo
ouvi de sua própria boca: "Não estou aqui
                                            para cumprir constituição
                                            feita por autoridades
                                            aqui da terra
                                            minha constituição
                                            é a Bíblia Sagrada
                                            porque Nela encontro
                                            promessas, que se cumprem"
Pastor Tupirany foi preso
por causa da sua posição
religiosa, e Deus permitiu
ele ser preso, para descobrir
a podridão das penitenciárias
e converteu muita gente lá dentro.

Como não encontraram
motivos fortes para julgá-lo
libertaram-no, ele e Afonso
um auxiliar fiel a
Deus e ao pastor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua presença aqui no meu espaço de poesia e alegria.