Vocábulos - Alma do Poeta: Tulipas e Eremita (ou coletivo vazio)

8 de dez de 2011

Tulipas e Eremita (ou coletivo vazio)




...Um eremita 
busca a solidão
...um solitário
busca a multidão

A
minha frente há
uma fotografia de tulipas
em tom amarelo, 
cultivada no Canadá
a cena de tão bela
me seduz e me faz lembrar 
de Jesus Cristo
certa feita peregrinando Ele 
pela Galiléia
entre discípulos, admiradores e seguidores
repentinamente Ele parou
ficou imóvel, concentrado
quando percebeu que todos ao seu redor
estavam impacientes e curiosos
para saber o porquê 
Ele se expressou:
"vocês não estão percebendo 
a beleza que há neste vale de lírios 

Que 
maravilhoso
as coisas de Jesus o Deus visível
nós estamos precisando
desse olhar com enxergar.

Um comentário:

  1. Eu, Luciene Lima Prado (É trabalhoso escrever meu nome... rs. Absolva-me!), estou aqui a admirar os belos poemas do seu blog.

    Abraços.

    ResponderExcluir

Obrigado por sua presença aqui no meu espaço de poesia e alegria.