Vocábulos - Alma do Poeta: Orion e um Anjo Alado

18 de dez de 2011

Orion e um Anjo Alado


Tenho
delegado as estrelas
de geração a geração
de milênio a milênio
de encarnação a encarnação

Por
 seu habitat
ser alto (o céu)
nossa vista as alcançam
com peculiar infimidade

Por
este artífice
passei a ter brilho próprio
uma iluminação cintilante
e ninguém há de filar-me

da minha relação
com as constelações
aprendi a encarar sem medo
face a face os inimigos
compreendi que a luz prevalece
diante de sua ausência (as trevas)
e que na escuridão
somos vulneráveis

Visitei 
as constelações
de camelopardis, aquarius e áries
encarei muitas nebulosas
entre as quais a da águia
porém foi na nebulosa de Orion
que encontrei uma estrela
mais que significante
seu nome é Radu

Lá (orion) 
havia uma nuvem 
gigantesca, de vapor de água
que ao dissipar-se sobre a terra
trouxe Radu para nosso convívio

Ele
inocula a paz
dentro do humano
anda na frente do relógio
para não ficar imune ao tempo
e não deixa-se contaminar com impurezas

Feito um anjo alado.
....................................................................................................
Um enlace:  Radu (Raimundo Duarte)
um tremendo ser humano
resgatador de vidas
pois; foi ele que praticamente
me resgatou das trevas
uma homenagem
emocionante.

Um comentário:

  1. Querido Mario,
    tua presença encanta,tuas palavras vem do fundo d'alma..
    quero agradecer teu carinho neste ano que finda..
    um beijo para um lindo Natal..
    que venha 2012!

    ResponderExcluir

Obrigado por sua presença aqui no meu espaço de poesia e alegria.