Vocábulos - Alma do Poeta: Maíra uma sobrinha e tanto.

8 de jun de 2012

Maíra uma sobrinha e tanto.




A
 beleza dela
não é plástica
apesar do baton.
Seu olhar jamais
sofrerá ameaças,
ela sorri por ele

Não alimenta
ostentação,
é generosa em simplicidade
humildade prá ela
é palavra de ordem

No seu
universo
de audição musical
que uni versos interestelares,
seu eu permea,
de Clarice Lispector
a Janis Joplin

Seu eterno
bom senso
é um atídoto
para os alienados,
não que os discriminemos
mas, temos piedade

Na
escala da vida,
ela é veloz e perspicaz
não deixa a dúvida
nem as incertezas, incomodá-la
é uma doce sobrinha
da qual tenho
admiração

....................................................................
Maíra, um beijo no seu coração, este é um presente pelo seu aniversário.  Tio Bróis.














4 comentários:

  1. Lindo poema :) e parabens á sua sobrinha...

    ResponderExcluir
  2. Sempre surpreendendo as pessoas com suas agradáveis poesias...
    Parabéns a sua Sobrinha Maíra, meu caro Mário Bróis!!!
    Abraços...

    ResponderExcluir
  3. - Mônica, a felicidade em mim se instala, quando vejo você aqui nesta página, dando brilho ao poema. Gato poeta amiga.

    ResponderExcluir
  4. - Wiliam júnior, tua presença também aqui, pôxa! os poemas já se acostumaram, as portas continuam abertas para tua visita. Grato.

    ResponderExcluir

Obrigado por sua presença aqui no meu espaço de poesia e alegria.