Vocábulos - Alma do Poeta: entre o tempo e o perfume

17 de jun de 2013

entre o tempo e o perfume



hoje
ao acordar
na matina enso
larada lembrei o teu perfume
de menina que cresceu, mas o aroma 
não envelheceu.  No ar um cheiro de jasmim e teu
odor impregnado em mim; se teu cheiro me provoca desejo


imagine
o que está guardado
abaixo de seu umbigo me colo
cando em perigo dia e noite  noite e dia; mas oxalá

seja
Deus que me
me removeu dos ateus
e me entregou de proteção aos braços
t
e
u
s
.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua presença aqui no meu espaço de poesia e alegria.