Vocábulos - Alma do Poeta: Traição

6 de out de 2015

Traição


Mente
para mim que se
rei a releza de teu curumim


Dizer
que me ama
da boca para o ar é jogar


Palavras
para me arranhar.
Quando saio para o trabalho


Tu
sai para vadiar
é tanto ruge, tanto batom


Tanto
carmim, e uma
marmita fria na geladeira pra mim


Diz
tuas verdades
em mentiras, q'ueu direi minhas


Verdades
feito guerreiro ilhado em meio
a multidão, pois nada é pior ou cruel que uma traição


É uma
dor sem fim; não
transparece o desgosto que há

...dentro de mim.
..............................................................................

- peço desculpas aos seguidores e leitores, passei tanto tempo sem vir aqui, desaprendi a postar rsrs

Um comentário:

  1. OLÁ AMIGO EU NÃO SABIA DO SEU BLOG, AGORA VAMOS NÓS VISITAR MAIS, SUA POESIA COMO TODO POETA SUA TEM SEMPRE AS PALAVRAS CERTA,E MUITO BEM CLARA , AMEI ABRAÇOS!!!!!

    ResponderExcluir

Obrigado por sua presença aqui no meu espaço de poesia e alegria.